Blog da Norte

Conteúdos únicos da Norte Refrigeração

Mito ou verdade: trifásico gasta mais energia elétrica que bifásico?

Uma das principais perguntas quando se trata de colocar a rede elétrica na sua empresa é se questionar qual sistema é melhor: bifásico ou trifásico.

Por isso mesmo, existem diversos fatores que você precisa analisar na hora de executar um projeto elétrico. Que são: o custo de implementação, quais equipamentos serão usados, o consumo de energia e entre outros.

No quesito consumo de energia, há um certo nível de debate que muitas vezes leva a falsas verdades absolutas. Você já ouviu falar que o trifásico gasta mais energia que o bifásico, por exemplo?

Pois é, embora isso seja visto como uma verdade absoluta por muitas pessoas, inclusive para quem trabalham no ramo, a verdade é que a resposta para essa questão depende de diversos fatores.

Há casos em que o bifásico pode ser mais vantajoso e gastar menos energia e em outros que o trifásico pode ser mais vantajoso.

Se você ainda continua em dúvida com relação a isso e quer resolver de uma vez por todas, continue lendo!

LEIA TAMBÉM: Monofásico, bifásico ou trifásico – como escolher os seus equipamentos?

O que diferencia o bifásico do trifásico?

Existem três tipos de sistemas: o monofásico, o bifásico e o trifásico. Em todos esses casos, como o próprio nome já aponta, há um número de fases nos cabos de energia.

Nesse sentido, um sistema monofásico é composto por uma fase e um neutro; o bifásico de duas fases e um neutro; o trifásico de três fases e um neutro.

Os sistemas monofásicos normalmente operam com uma tensão máxima de 127V, enquanto o bifásico pode operar tanto a 127 quanto 220V.

Por outro lado, os sistemas trifásicos  estão aptos para atuar em 380V e 440V, sendo estas ‘voltagens’ um dos seus grandes diferenciais.

Normalmente, os sistemas adotados nas casas e pequenos comércios são do tipo monofásico ou bifásico. 

O trifásico, por sua vez, é mais indicado para locais que demandam um nível de potência muito maior ligado ao mesmo tempo.

Isso não necessariamente tem ligação com a tensão/voltagem que aturam, mas sim a potência dada pelo número de fases do sistema.

Sendo assim, o uso dos transformadores e padrões trifásicos são indicados principalmente para indústrias, onde grandes equipamentos precisam estar em funcionamento constante ou para locais em que apenas um aparelho é capaz de consumir muita energia.

Um exemplo disso são os geradores, que normalmente demandam um nível de potência muito alto em comparação ao que se espera de equipamentos menores.

O trifásico gasta mais energia que o bifásico?

Como dissemos anteriormente, a questão principal da escolha entre trifásico e bifásico não está ligada necessariamente ao consumo de energia.

Se você está fazendo uma instalação de um sistema trifásico na sua empresa, é bem provável que tenha feito isso em busca de comportar toda a sua demanda energética.

Nesse sentido, a rede bifásica pode não comportar todos os equipamentos necessários.

No entanto, para ligar um sistema trifásico é necessário possuir uma demanda maior, visto que, há uma cobrança de tarifa mínima de disponibilidade de 100 kW.

Falando a respeito do consumo elétrico, a resposta é não, o trifásico não gasta mais energia que o bifásico. No entanto, ainda assim, ele pode custar mais caro para você.

Isso porque a conta de luz é feita com base na taxa de consumo de energia, que é medida em kWh. E o trifásico, por trabalhar com três fases, tem uma taxa de consumo mais alta que o bifásico.

Sendo assim, se houver uma subutilização do sistema, os custos envolvidos podem ser muito mais altos do que seriam numa rede bifásica.

Por isso, se você tem apenas um ou dois equipamentos que demandem essa rede, pode ser interessante dividir a sua rede elétrica nas redes bifásica e trifásica, deixando a demanda da trifásica apenas para estes equipamentos.

Taxa mínima de energia elétrica

A taxa mínima de energia elétrica pode variar de acordo com o perfil de consumo de cada residência.

Esse custo também depende da taxa mínima aplicada pela distribuidora de energia que atende sua casa, sendo calculada de acordo com o consumo quilowatt-hora (kWh).

Além disso, o sistema de energia de sua casa é definido no momento em que a solicitação de ligação de luz acontece, de acordo com o seu consumo estimado.

Por isso, o valor final da sua conta de luz não depende do sistema elétrico em si, e sim do consumo naquele mês.

No entanto, a taxa mínima segue a Resolução Normativa da ANEEL, que estabelece os seguintes valores para cada padrão:

  • Monofásico: a taxa mínima paga pelo consumidor equivale a 30 kWh;
  • Bifásico: a tarifa mínima corresponde a 50 kWh;
  • Trifásico: a taxa mínima a ser paga pelo consumidor corresponde a 100 kWh.

VEJA TAMBÉM: aprenda sobre o selo Procel e saiba como interpretá-lo

Qual o melhor sistema: bifásico ou trifásico?

Não existe um padrão melhor ou pior, existe apenas o que mais se adequa às suas necessidades. 

Afinal, se você possui um negócio que possui alta demanda de energia, uma rede monofásica ou bifásica pode não te servir adequadamente, sendo melhor optar por um sistema de maior potência, como o trifásico.

Porém, isso não significa que esse sistema seja o melhor entre todos, ele apenas possui algumas características a mais. No entanto, os sistemas monofásicos e bifásicos são eficientes em residências, comércios e até em pequenas indústrias.

Confira o mapa trifásico do Brasil:

Mais dicas

Gostou de saber mais sobre os sistemas de energia? Agora você sabe de onde vem o valor de sua conta de energia e como os sistemas monofásicos, bifásicos e trifásicos atuam. 

Acompanhe outras dicas sobre economia de energia e instalações elétricas em nosso blog e também no YouTube e, caso queira, acesse nosso site para conferir os melhores ofertas de aparelhos elétricos. 

0 0 Votos
Avalie este artigo
guest
0 Comentários
Feedbacks
Ver todos os comentários

Inscreva-se e fique por dentro de todas as nossas novidades

    Últimos Posts

    Compartilhe

    Share on facebook
    Share on twitter
    Share on linkedin
    Share on whatsapp
    Share on email
    0
    Adoraríamos receber sua opinião por favor, comente!x
    ()
    x
    Share on facebook
    Share on twitter
    Share on linkedin
    Share on whatsapp
    Share on email