Os erros mais comuns entre os instaladores de Ar condicionado

Ar condicionado é um aparelho indispensável nos dias de hoje para garantir um ambiente fresco e agradável. As altas temperaturas de algumas regiões do país fizeram a demanda por ar condicionado crescer consideravelmente.

Entretanto, muitos profissionais não têm a experiência necessária para fazer a instalação correta do aparelho. Essa é uma etapa muito importante, afinal, alguns erros podem comprometer o funcionamento do equipamento e reduzir drasticamente sua vida útil.

A seguir, listamos os erros mais comuns entre os instaladores de ar condicionado para você ficar por dentro do assunto e não ter nenhum problema.

Escolher um local inadequado

Antes mesmo da instalação, o profissional precisa levar em consideração o local onde o equipamento vai ficar, pois isso vai influenciar diretamente na eficiência do ar condicionado.

Evaporador, ou seja, unidade interna, deve ficar no centro do cômodo, de preferência, para que o ar circule livremente, sem obstáculos, em locais arejados e sem a incidência de sol. O calor da luz solar vai fazer com que o equipamento demore mais para gelar o ar e gerar um consumo maior de energia.

É importante deixar também um espaço para que sejam realizadas a limpeza e futuras manutenções do evaporador. Ele deve ficar a pelo menos um metro de distância de outros aparelhos eletrônicos, para não haver interferência no controle remoto. A parede deve ser forte o suficiente para suportar o peso e vibrações do equipamento.

O instalador deve ter os mesmos cuidados com o condensador, ou seja, unidade externa. Ele deve ser colocado em um lugar aberto, bem ventilado e sem nenhuma obstrução. O dreno de água deve ser direcionado para um ponto pluvial, nunca para o esgoto, para não trazer odores para dentro do ambiente.

Cálculo errado da carga térmica

Comprar ou instalar um aparelho inadequado para o tamanho do ambiente a ser refrigerado é um dos erros mais comuns. O instalador deve realizar o cálculo da carga térmica, medida em BTUs, para que o equipamento não fique subdimensionado, ou seja, menos potente do que o ambiente necessita.

Quando isso acontece, o ar condicionado demora mais para atingir a temperatura ideal, isso resulta em maior consumo de energia e maior desgaste das peças.

Não realizar o teste de vácuo

Esse procedimento tem o objetivo de limpar a tubulação do ar condicionado, para retirar gases não condensáveis e umidade. Além da instalação, esse teste deve ser feito também quando for recarregar o gás do sistema.

Exija que seu instalador faça o teste do vácuo, isso é importante para que o aparelho funcione corretamente.

Não checar se há vazamento de gás refrigerante

Após a instalação, o profissional precisa checar todo o sistema para ver se não há vazamento ou vestígios de gás. Esse fluído refrigerante é o responsável por climatizar o ar, pois é ele que transforma o ar quente em ar frio.

Para isso, o técnico precisa fazer o teste de estanqueidade, que consiste em pressurizar o sistema com nitrogênio para verificar se a pressão interna aumenta ou diminui. O ar condicionado pode funcionar por um tempo, mesmo com vazamentos, mas vai perder eficiência ao longo do tempo, até não climatizar mais o ambiente.

Outros erros comuns muito cometidos entre os instaladores são:

  • Não instalar o equipamento em um circuito elétrico individual, ou seja, em um disjuntor só para o split;
  • Unir em um só tubo esponjoso os dois tubos de cobre ao split, que conectam a evaporadora a condensadora.

A Norte Refrigeração oferece atendimento e suporte técnico de ponta a ponta para você não ter nenhum problema com o ar condicionado. Nossos especialistas estão de prontidão para tirar todas as suas dúvidas, entre em contato pelo WhatsApp.