Festas Infantis: 8 Pontos a Considerar Para Empreender e Prosperar Nesse Mercado

Está pensando em empreender em mercados voltados para o público infantil? Pois saiba que que o nicho de festas infantis tem crescido e se modernizando nos últimos anos.

Um segmento que ganha, cada vez mais, a simpatia da família brasileira, dada a sua enorme conveniência ao encurtar o tempo e os esforços para a realização de festas infantis, disponibilizando desde a terceirização de mão de obra a combinação de serviços completos como locação de espaço, cozinha, animadores de festa, som, luz e equipamentos de lazer.

Conveniência e preço são palavras mágicas para o consumidor moderno e, por isso, empresas de serviço que desejam crescer em qualquer mercado precisam se tornar hábeis em tornar tudo mais fácil, acessível, ágil e, ainda, precificar o que oferecem de forma competitiva.

E o motivo é quase óbvio, já que tempo é algo cada vez mais escasso em nossas rotinas, cada vez mais atribuladas. Mais do que nunca, vender serviço é vender tempo. E, em se tratando de festas infantis: o tempo que levaria para organizar um espaço familiar, decorá-lo, planejar e comprar o cardápio da festa, contratar profissionais, escolher os itens de diversão da criançada e por aí vai, ufa!

Por tudo isso, as possibilidades neste mercado são muitas, de serviços mais segmentados a portfólios mais completos e, por isso, há oportunidades a serem exploradas, desde que você se proponha a desenvolver um negócio com diferenciais acessíveis ao seu público.

A seguir, descubra como desenvolver um negócio voltado para o segmento de festas infantis e aprenda a criar condições favoráveis para prosperar nesse mercado.

1 – Planeje como irá atuar

Em um primeiro momento, considere o que já está amplamente ofertado por outras empresas e o que ainda não está sendo explorado. Descobrir nichos ainda não trabalhados pode ser um caminho interessante, já que você poderá fazê-lo oferecendo a subcontratação dos seus serviços por empresas já estabelecidas, formando parcerias com outras marcas e, dessa forma, pegando carona em negócios que já estão rodando.

Por exemplo: se na sua cidade há muita oferta de buffets ou espaços para eventos infantis, considere criar serviços de animação, locação de estrutura de lazer ou shows com temáticas infantis.

2 – Controle todos os gastos

Quanto aos aspectos financeiros do negócio, controle tudo na ponta do lápis, com atenção aos custos escondidos, tais como: taxas de antecipação para pagamentos no cartão de crédito, custos logísticos, depreciação de materiais, juros, entre outros.

Faça a previsão do capital de giro necessário para cobrir todos os custos até que o negócio alcance o seu ponto de equilíbrio, que é quando as receitas se tornam iguais as despesas. Raros são os casos em que o capital de giro é calculado para um período inferior a 1 ano.

3 – Será um negócio local ou itinerante?

Por exemplo, o serviço será oferecido em um local próprio ou será ofertado em espaços de festas de terceiros? Se for ofertar estruturas e equipamentos, considere a mão de obra de instalação e o traslado até o local. Não deixe de incluir isso no seu preço final.

4 – O cardápio de sucesso das crianças

Antes de mais nada, se for produzir refeições e guloseimas para o público infantil, não deixe de ter um programa de treinamento para qualificar a sua equipe quanto a cuidados de higiene, uso dos equipamentos de cozinha e o preparo das receitas. Veja abaixo os itens de maior sucesso entre a criançada:

  • Mini Pizzas
  • Crepes
  • Hot-dogs
  • Mini Hambúrgueres
  • Empanados
  • Pasteizinhos
  • Risoles
  • Batata Frita
  • Pipoca
  • Algodão Doce
  • Tortas
  • Sorvetes

Na loja virtual da Norte você encontra um mix variado com a estrutura necessária para o preparo destas refeições. Dá só uma conferida abaixo:

Forno
Máquina de Crepe
Char Broiler
Frigideira
Chapa
Estufa
Fritadeira
Pipoqueira
Máquina de Algodão Doce
Utensílios de Cozinha
Sorveteira

5 – Personalize a experiência das crianças

A princípio personalizar é um caminho bem interessante e uma grande tendência nos dias de hoje. Criar experiências personalizadas para a criançada têm feito grande sucesso nos eventos infantis.

Pense em formas de personalizar camisas, balões, bolos e brindes em tempo real, na hora em que tudo acontece na festa. A tecnologia está aí e oferece milhares de oportunidades para impressões de fotos, bordados digitais, impressões térmicas, impressões 3D e muito mais.

6 – Luz e som

Antes de tudo, Djs especializados no público infantil têm sido cada vez mais requisitados; Oferta de espetáculos musicais temáticos, ou mesmo a locação de equipamentos de luz e som: “lasers”, canhões de luz, mesas amplificadoras, caixas acústicas, microfones, equalizadores e karaokês são algumas opções.

Se for alugar equipamentos, não esqueça envolver um operador técnico para garantir a instalação e seu uso de maneira correta. Se desejar trabalhar com escala, atendendo a vários eventos ao mesmo tempo, você deve planejar a compra de várias unidades de cada item de locação e contar com mais de um operador.

7 – Segurança e cuidados emergenciais

Até mesmo negócios relacionados à segurança e cuidados de higiene dirigidos ao público infantil podem se tornar serviços a serem ofertados: da terceirização de cuidadores para a supervisão das crianças à locação de câmeras de vídeos para monitoramento, cercadinhos, fraldários e primeiros socorros. É sempre bom lembrar: conveniência e preço.

8 – Criatividade

Por fim, as possibilidades no setor são quase infinitas se a criatividade estiver a serviço do empreendedorismo. O importante é:

  1. Planejar para avaliar as oportunidades de mercado.
  2. Encontrar formas de atender demandas ainda não exploradas.
  3. Inovar para criar novos caminhos no segmento.

Lembre-se de que, ao final, tudo deve resultar em uma festa cheia de encantamento e alegria e isso requer a habilidade de lidar com pais e filhos que buscam por momentos memoráveis. Depois, é só pôr as mãos na massa e trabalhar até criar excelência.

Lembre-se: gestão e imaginação devem caminhar juntas. Até a próxima!

Deixe um comentário