Como armazenar os alimentos: 5 Erros que você não conhece

A conservação correta dos alimentos deve ser a prioridade de todo estabelecimento comercial. Isso deve ser feito respeitando a individualidade de cada alimento e com a utilização de equipamentos apropriados.

Quando se trata de refrigeração e congelamento dos produtos, muitas dúvidas surgem. Em primeiro lugar, é preciso ter ciência de que os cuidados visam a saúde das pessoas. Depois, existem algumas vantagens, como manter o alimento com suas características originais, poder manter um estoque maior de alimentos e evitar perdas por validade.

Na tentativa de armazenar os alimentos, alguns erros são cometidos. E é disso que vamos tratar hoje, enquanto falamos das diferenças e formas de conservação.

Diferença entre congelamento e refrigeração

Não só na temperatura reside a diferença entre essas duas práticas, tão corriqueiras na vida das pessoas.

1º Erro – Ignorar as recomendações do fabricante, que constam no rótulo de cada produto.

Quase todo alimento pode ser congelado. Isso aumenta a vida útil, permitindo uma conservação maior, mas também possui limites. O congelamento deve ser feito em temperaturas abaixo de 0 ºC.

A formação de gelo garante que microrganismos não prejudiquem o alimento e ele possa ficar ali por até seis meses, em alguns casos. No entanto, as características originais do produto podem ser comprometidas, principalmente em se tratando de laticínios, por exemplo.

Já em produtos refrigerados, não há mudança na característica do alimento. Seu sabor e textura são mantidos. Em contrapartida, esse é um método temporário, que deve ser feito por tempo limitado.

2º Erro – Manter alimentos perecíveis sob refrigeração por mais de 5 dias.

A temperatura do refrigerador é ideal entre 0 ºC e 10 ºC. Ainda que microrganismos possam agir no produto, quando guardado em local adequado e consumido no prazo correto, não há problemas.

3º Erro – Armazenar o produto sem higienização ou armazenar os alimentos em sacos plásticos, ao invés de potes.

Impacto econômico

O armazenamento dos alimentos também pode impactar na economia dos estabelecimentos. Perder insumos pela má conservação é um erro cometido por muitos empresários.

Para isso não ocorrer, é preciso possuir equipamentos apropriados e de boa qualidade, sempre com a manutenção em dia.

4º Erro – Achar que com equipamentos defasados e sem manutenção adequada será possível armazenar corretamente os alimentos.

Com o congelamento é possível estocar alimentos, por exemplo. Com isso economiza-se dinheiro. Vender produtos congelados é uma prática cada vez mais adotada em padarias e empórios.

Eles conseguem vender pães e outros alimentos quentes e ao mesmo tempo congelados, para o consumidor levar para casa. Isso aumenta as possibilidades de lucro.

Está curtindo o nosso conteúdo? Entre em nosso blog e leia mais artigos feito especialmente para você!

Equipamentos para refrigeração ou congelamento

Restaurantes, supermercados e padarias se beneficiam dos balcões refrigerados. Eles mantêm bebidas e outros produtos bem conservados, enquanto o produto é exposto, como uma vitrine.

O tipo de equipamento para refrigerar ambientes internos, como cozinhas, pode variar. O ideal é escolher conforme o volume de produtos a serem armazenados.

Para congelamento existem os freezers, claro. Mas qual? Essa é uma dúvida recorrente e completamente compreensível. Tem horizontal, vertical e com espaços separados dentro, dentre outros.

A resposta é que vai depender do tipo de produto a ser armazenado. Sorvetes são colocados em freezers com tampa transparente, enquanto gelos são colocados com tampas fechadas, para citar alguns exemplos.

5º Erro – Adquirir produtos sem verificar se a demanda que você terá está de acordo com a capacidade e especificações técnicas que ele entrega.

O ideal é buscar em lojas de confiança a melhor opção, conversando e explicando qual sua real necessidade com o freezer.

Para escolher o produto ideal, entre em contato conosco pelo WhatsApp para atender às suas necessidades.